o mundo segue em alerta pela possibilidade de novo ciberataque

lartas-por-ciberataque

As entidades públicas e privadas do mundo se preparam para a possibilidade de uma segunda onda de ataques cibernéticos, ocasionados pelo programa malicioso WannaCry da última segunda-feira, WannaCry é uma variante de “ransomware” que sequestra os dados do computador e pede entre 300 e 600 dólares em Bitcoins como resgate pelas informações.

Na última Sexta-feira, este programa malicioso se propagou pela internet. O Diretor do escritório Europeu de polícia Europol, Rob Wainwright, declarou a rede de televisão Britânica ITV que mais de 200000 computadores de 150 países haviam sido infectados. O diretor ainda afirma que mais de milhares de computadores possam ser afetados a partir da última segunda-feira quando os computadores voltem a serem ligados, uma das regiões onde poderá haver maior incidência está na Ásia devido ao fuso horário já que a maioria dos computadores no momento do ciber ataque já estavam desligados.

“Com certeza escutaremos muito mais sobre o assunto na manhã de Segunda-feira, quando os usuários chegarem de volta a seus postos de trabalho e abrirem seus e-mails maliciosos ou caírem de outras formas as que possam ser afetados pelo vírus” declarou Christian Karam, analista de segurança de uma empresa com sede em Singapura.

O primeiro ataque chegou a ser barrado graças a intervenção de um analista privado de segurança que encontrou uma forma de impedir o avanço do vírus enquanto investigava seus mecanismos de propagação pela rede. O analista possui um blog chamado ‘MalwareTech’ e confessou que havia descoberto que o código malicioso possui um tipo de “interruptor” que impedia o avanço pera rede.

Este analista Britânico de 22 anos alerta que os ciber ataques podem voltar a serem propagados com alterações em seus códigos o que os tornará mais difíceis de serem contidos. Ontem no jornal nacional a identidade desse analista foi divulgada, trata-se de um surfista Inglês chamado Marcus Hutchins que vive na casa de seus pais no litoral da Inglaterra, em entrevista à agência de notícias Associated Press, Hutchins disse que lutava contra os “malwares” porque era a coisa certa a se fazer”.

Trump ordena reuniões de segurança

Na noite do último domingo, altos funcionários da casa branca expressaram que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, havia ordenado duas reuniões de emergência com foco central neste ciber ataque.

Na última Sexta-feira, o assessor de segurança nacional e de ciber ataques dos Estados Unidos, Tom Bossert, dirigiu uma reunião do grupo de respostas cibernéticas do Governo Federal, que ajuda as agencias a se organizarem frente a ataques cibernéticos. No Sábado outra reunião também dirigida por Bossert, com membros do conselho de segurança Nacional da Casa Branca e alguns dos integrantes do gabinete ministerial de Trump. De acordo com o revelado por meios tais como altos funcionários ‘Politico’ e da rede CBS.

Como se proteger a esses ataques

A melhor maneira de se proteger contra esses ataques, além de manter atualizado o seu antivírus e fazer uma varredura em massa, você precisa identificar e eliminar as vulnerabilidades do sistema nos dispositivos de sua rede corporativa. Com as soluções Security Management de Aranda Software, obtenha proteção total ao seu ponto final e alcance vários benefícios, tais como: controle baseado em regras de detecção de intrusão de dispositivos de armazenamento móvel e removível, minimizando a perda de dados e tempo na recuperação, rápido, fácil e eficiente migração de hardware, proteção multicamadas contra roubo de dados e acesso não autorizado aos seus arquivos.

Com Aranda 360 End Point Security, proteja seus terminais de rede (computadores desktop e dispositivos portáteis utilizados por pessoal que trabalham em campo, em trânsito e no escritório) a constantes ameaças de segurança existente. Com Aranda 360 Endpoint Security, as dificuldades enfrentadas pelos administradores de TI para a conformidade com os requisitos regulamentares enfrentados, a defesa contra ataques de rede e obstruções gerado pela infecção de novos vírus nestes sistemas relativamente descontroladas, será coisa do passado.

Com Aranda Data Safe as empresas poderão fazer um backup das informações mais sensíveis contra potenciais ataques e roubo de dados. Diferentemente da maioria dos produtos de backup endpoint Aranda Data Safe oferece à sua organização uma proteção poderosa multicamadas contra roubo de dados e acesso não autorizado aos seus arquivos através de recursos como criptografia dos dados nos pontos finais, deleção remota e prevenção de roubo de dados.

Encontre mais informações sobre nossas soluções de segurança de TI aqui. Entre em contato com nossos especialistas de soluções.

 

Leave a Comment